sábado, 19 de dezembro de 2009


A civilização maia habitou a região das florestas tropicais das atuais Guatemala, Honduras e Península de Yucatán (sul do atual México). Este povo nestas regiões entre os séculos IV a.C e IX a.C. Entre os séculos IX e X , os toltecas invadiram essas regiões e dominaram a civilização maia.

Religião
A religião deste povo era politeísta, pois acreditavam em vários deuses ligados à natureza. Elaboraram um eficiente e complexo calendário que estabelecia com exatidão os 365 dias do ano.Escrita
Assim como os egípcios, usaram uma escrita baseada em símbolos e desenhos (hieróglifos). Registravam acontecimentos, datas, contagem de impostos e colheitas, guerras e outros dados importantes.
Matemática maia
Desenvolveram muito a matemática, com destaque para a invenção das casas decimais e o valor zero.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

vem ai o ano do amor 2010
O ano é regido por Vênus. Até dia 20 de Março de 2010 é ainda ano do Sol, mas já poderemos notar a influência de Vênus também e, então, teremos os dois astros atuando sobre a Terra.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

jingle bells


O Natal é uma data em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.

As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três
reis Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam montar as árvores e outras decorações natalinas no começo de dezembro e desmontá-las até 12 dias após o Natal.

Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano 1 da nossa
História.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

14 BIS

23 de outubro
Centenário do vôo do 14-Bis: Brasileiro tornou realidade um velho sonho do ser humano
Lauret Godoy*Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação
Se hoje ficamos surpresos com os progressos da eletrônica, da robótica, do lançamento de foguetes e satélites, da viagem que o astronauta brasileiro, tenente-coronel Marcos César Pontes, fez até a Estação Espacial Internacional a bordo da nave russa Souyz TMA-8, há um século o mundo acompanhava, maravilhado, as experiências com as fantásticas máquinas de voar.Em 1900, ano que marcou o final do século 19, foi realizada em Paris a Exposição Universal, considerada na época o maior acontecimento internacional de todos os tempos. As notícias giravam em torno das construções da torre Eiffel, do metrô de Paris e do êxito das experiências com dirigíveis executadas por Alberto Santos-Dumont.Paris tornara-se o verdadeiro ninho da aeronáutica, transformando-se na grande vedete mundial do início do século 20. E ele merecia essa honra.Brasil, um balãoEm julho de 1898 voou no pequeno balão Brasil, de seda japonesa envernizada. O aparelho por ele idealizado, diferente de todos os conhecidos até então, e que mais parecia uma transparente bolha de sabão, percorreu os céus de Paris por várias horas. Em 20 de setembro de 1898, com o balão Santos-Dumont n.º 1, pela primeira vez os parisienses viram um motor trepidando e roncando nos ares.De número em número, alternando-se sucessos e fracassos, a cada ascensão, Alberto Santos-Dumont colocava nos aparelhos uma flâmula verde e amarela, a indicar que ali estava um brasileiro.Em 19 de outubro de 1901, mais uma consagração - pilotando o Santos-Dumont n.º 6-, ele provou a dirigibilidade dos balões, ao sair de Saint-Cloud, contornar a torre Eiffel e retornar ao ponto de partida. Trabalhando em silêncio idealizou, inovou, aperfeiçoou máquinas, fez testes e chegou ao avião. Para as primeiras experiências, pendurou o aparelho no balão n.º 14, por isso batizou o primeiro avião como 14-Bis.O 14-Bis no Campo de BagatelleÉ fácil imaginar-se o alvoroço que tomou conta da capital francesa em 23 de outubro de 1906, data em que o 14-Bis seria testado por Santos-Dumont, no Campo de Bagatelle. Os fotógrafos e jornalistas das várias capitais européias, estavam ansiosos por presenciar esse importante momento da história da humanidade. O 14-Bis, branco e lindo como as garças brasileiras, ia sendo levado por terra, para a fantástica experiência.O povo acompanhava a pé, de bicicleta, em alegre procissão, até o momento mágico de o inventor brasileiro acionar o motor, para vencer a lei da gravidade, executar o vôo da liberdade e obter a confirmação do êxito. Naquela memorável tarde, Alberto Santos-Dumont mostrou ao público, que acabara de inventar o avião, pois navegara pelo ar - saindo do solo e a ele retornando - com recursos do próprio aparelho. Ele foi o primeiro grande herói brasileiro de projeção internacional. Mas Santos-Dumont não se limitou a inventar engenhos aeronáuticos. Entre vários aparelhos, idealizou um arpão salva-vidas, que lançava bóias de borracha, para salvar vítimas em casos de afogamento. Criou um pequeno motor, para ser colocado nas costas do alpinista, como mochila, para facilitar a escalada de montanhas de neve.Relógio esportivoEncomendou à Maison Cartier, famosa relojoaria de Paris, um esportivo relógio de pulso que, ao ser usado pelo inventor, foi visto, imitado e, com o tempo, substituiu o chamado relógio de algibeira, que ficava guardado no bolso. Por essa divulgação, surgiu uma versão de ter sido ele o inventor do relógio de pulso.Santos-Dumont teve a idéia de usar cordas de piano para fazer ligações das diversas partes do balão: invólucro, cesta, leme, motor etc. Executou o projeto de um helicóptero, com duas hélices e idealizou um aparelho que possuía flutuadores. Este invento, que recebeu o n.º 18, foi concebido para pousar nas águas e pode ser considerado precursor dos hidroaviões.Um vôo de ultraleveEm 9 de março de 1909, Santos-Dumont voou pela primeira vez em um monoplano que, por ser pequenino e transparente, recebeu dos parisienses o nome de Libélula ou Demoiselle. Enquanto Santos-Dumont encantava os franceses, voando com sua leve e elegante Libélula, não podia imaginar que inventara o primeiro ultraleve motorizado de que se tem notícia.Muito utilizado por outros aeronautas, o Demoiselle foi aperfeiçoado sucessivamente e acabou sendo produzido em série. Sem patentear as invenções e, seguindo velha norma de conduta, o brasileiro entregava seus engenhos ao domínio público, para os outros inventores deles se aproveitarem. Foi Alberto Santos-Dumont, quem mais inovou e aperfeiçoou os aparelhos voadores, nos primeiros anos do século 20. Algumas das suas invenções tornaram-se peças indispensáveis na moderna aeronáutica.Um homem de boa vontadeNeste ano de 2006, manifestações cívicas e fraternas espalham-se pelo Brasil e pela França, para comemorar o Centenário do primeiro vôo do 14-Bis. É um solene momento da História Universal, que nos leva a render homenagens ao marechal-do-ar Alberto Santos-Dumont, inventor do avião e patrono da aeronáutica brasileira.São histórias de homens como ele, que usou os recursos próprios para beneficiar a humanidade com seus inventos, que distribuiu os prêmios financeiros que recebeu entre operários e pobres, que faz com que sintamos orgulho de ser brasileiros e que nos leva a agradecer Alberto Santos-Dumont, pelo muito de alegria que continua proporcionando a todos nós.
*Lauret Godoy é escritora e pesquisadora, autora dos livros "O jovem Santos Dumont" (em co-autoria com Guca Domenico) e "Santos-Dumont - O Menino Voador", com ilustrações de Custódio, para a Prefeitura de Petrópolis.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Nomes Engraçados
Obs: Todos esses nomes foram ou são registrados.

Agudim,Ocricocrides de Albuquerque,Fernando Alegre,Eulâmpio Araújo,Brasil de Assunção,Foca Bilota,Antonio Donizete, BoboPinto Brochado,Adam Borda Bunda,Espiritualíssimo José David,Antonio Ogeda Dearo,João Favorito Debarba, documentada registrada da silva,assumida prometida de souza,maria bastarda dequem,maria enrolada dequal,teotólia carnaúba de porrinhas almeida,ana mariana tertuliana, santanamaria pelúcia torres,jesuína das bonecas frióba,venezuela boliviana paraíba da silva,joão medonho da silva,maria atazanada haleluia,ducrutélia masqueirosa venlaíra e etc.........
escolha um........... ahahahaha!!!!!!!!!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009


Antigo Egito é a expressão que define a civilização da Antiguidade que se desenvolveu no canto nordeste do continente africano, onde atualmente localiza-se o país Egito. A nação do antigo Egito tinha como fronteira a norte o Mar Mediterrâneo, a oeste o deserto da Líbia, a leste o deserto da Arábia e a sul a primeira catarata do rio Nilo. A história do Antigo Egipto inicia-se em cerca de 3150 a.C., altura em que se verificou a unificação dos reinos do Alto e do Baixo Egipto, e termina em 30 a.C. quando o Egipto, já então sob dominação estrangeira, se transformou numa província do Império Romano, após a derrota da rainha Cleópatra VII na Batalha de Ácio. Durante a sua longa história o Egipto conheceria três grandes períodos marcados pela estabilidade política, prosperidade económica e florescimento artístico, intercalados por três períodos de decadência. Um desses períodos de prosperidade, designado como Império Novo, correspondeu a uma era cosmopolita durante a qual o Egipto dominou, graças às campanhas militares do faraó Tutmés III, uma área que se estendia desde Curgos (na Núbia, entre a quarta e quinta cataratas do rio Nilo) até ao rio Eufrates.

No antigo Egito foram construídas centenas de pirâmides. As três grandes estão incluídas entre as Sete Maravilhas do Mundo antigo.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

CURIOSIDADES







O Triângulo das Bermudas (também conhecido como Triângulo do Diabo) é uma área de aproximadamente 1,1 milhão de km², situada no Oceano Atlântico entre as ilhas Bermudas, Porto Rico e Fort Lauderdale (Flórida). A região notabilizou-se como palco de diversos desaparecimentos de aviões, barcos de passeio e navios, para os quais popularizaram-se explicações extrafísicas e/ou sobrenaturais.
Uma das possíveis explicações para estes fenômenos são os distúrbios que esta região passa, no campo magnético da Terra. Um dos casos mais famosos é o chamado voo 19. Muito embora existam diversos eventos anteriores, os primeiros relatos mais sistemáticos começam a ocorrer entre 1945 e 1950. Alguns traçam o mistério até Colombo. Mesmo assim, os incidentes vão de 200 a não mais de 1000 nos últimos 500 anos. Howard Rosenberg afirma que em 1973 a Guarda Costeira dos EUA respondeu a mais de 8.000 pedidos de ajuda na área e que mais de 50 navios e 20 aviões se perderam na zona, durante o último século.
Muitas teorias foram dadas para explicar o extraordinário mistério dos aviões e navios desaparecidos. Extraterrestres, resíduos de cristais da Atlântida, humanos com armas antigravidade ou outras tecnologias esquisitas, vórtices da quarta dimensão, estão entre os favoritos dos escritores de fantasias. Campos magnéticos estranhos, flatulências oceânicas (gás metano do fundo do oceano) são os favoritos dos mais técnicos. O tempo (tempestades, furacões, tsunamis, terremotos, ondas, correntes), e outras causas naturais e humanas são as favoritas entre os investigadores céticos.
Muitos cientistas são céticos em relação a uma versão sobrenatural, apesar dos inúmeros casos catalogados sem uma explicação clara sobre que de fato ocorreu nesta região.
(texto meu)
fiz kung fu aos três anos de idade, infelizmente tive de parar mas sempre que posso treino algumas posições.
minha mãe é praticante de tai chi chuan e sempre me ensina varias coisa.

Wushu (武術 ou 武术; pinyin: wǔshù) é um termo chinês que literalmente significa arte da guerra. Este é o termo correto para o que no ocidente se passou a chamar erroneamente de kung fu (ver tópico abaixo). Na China o termo Kuo Shu, que significa arte nacional, também é usado, na acepção de arte marcial.
Existem catalogados na China centenas de estilos de arte marcial, e estes podem ser classificados em duas escolas: Waijia ou escola externa, e Neijia ou escola interna. Na primeira se inclui a maior parte dos estilos de wushu, alguns supostamente originários do templo de Shaolin (ou outros templos, como Emeishan, Fukien, Huanshan, para citar os mais famosos). Já a segunda se tornou mais famosa, em teoria, a partir do templo do Monte Wudang, centro que enfatizava estilos tradicionais, alguns muito famosos no Ocidente, como o Pa Kua Chang (Baguazhang), Hsing-I Chuan (Xingyiquan) e o Tai Chi Chuan (Taijiquan); entretanto, algumas modalidades da escola interna, como o I-Chuan, o Hsing-I e o Pakua, não tiveram origem em templos.
Uma reformulação moderna com um intuito esportivo de alto desempenho é o Wushu Moderno, que consiste na criação de Taolus (erroneamente chamados no Brasil de Katis) ou Formas (coreografias) desenvolvidos com as principais técnicas dos estilos do norte e do sul da China e suas armas, exigindo principalmente a execução correta dos movimentos marciais. Jet Li, ator chinês, foi um grande disseminador do esporte pelo mundo e realizou a primeira demonstração do esporte dentro da Casa Branca (Estados Unidos).
Curiosidade:O Jeet Kune Do estilo criado por Bruce Lee teve como fundamento o kung fu.
Paralelamente à reformulação do Kung Fu/Wushu para o foco esportivo de alto desempenho, o Kung Fu/Wushu Tradicional permanece disponível para a prática, tendo inclusive muito mais praticantes do que o Kung Fu/Wushu Moderno. O foco do Tradicional é oferecer uma prática esportiva e marcial para todas as idades, ou seja, ser uma arte inclusiva. O treino do Kung Fu/Wushu Tradicional é composto também por Taolus ou Formas com e sem armas, aplicações de golpes em um ambiente controlado por um instrutor/professor/mestre qualificado, Toi Tchas (lutas combinadas), etc.